14 de jan de 2012

10º ENPJ termina neste sábado com missa e caminhada

Desde o último domingo (8) está acontecendo em Maringá (PR) o 10º Encontro Nacional da Pastoral da Juventude. Mais de 600 jovens de todas as regiões do país estão reunidos participando de palestras, atividades em grupo e celebrações. Amanhã (14), depois da missa de encerramento, os participantes vão realizar uma manifestação nas ruas do centro da cidade em protesto contra a violência e o extermínio de jovens.
A celebração será presidida pelo arcebispo de Maringá, dom Anuar Battisti, e terá início às 15h na paróquia Nossa Senhora de Guadalupe. Na seqüência, por volta das 17h30 no estacionamento do Estádio Willie Davis,  os jovens vão se concentrar para iniciar uma caminhada até a Praça da Prefeitura. O trajeto será animado por um trio elétrico e protestos contra os índices de violência que atingem a população juvenil no Brasil.

Jovens são as principais vítimas
Segundo o Mapa da Violência 2012, continua em elevada concentração o número de homicídios na população jovem. Entre 15 e 19 anos de idade essa taxa é de 43,7%, já entre 20 e 24 pula para 60,9%, enquanto de 25 anos até 29 atinge 51,6%. O estudo também compara a disparidade dos índices de violência entre jovens e não-jovens. Enquanto 73,2% dos jovens brasileiros morrem por causas externas, entre os não-jovens essa proporção nem alcança o 10%. Enquanto 38,6% dos jovens morrem por homicídios no país, entre os não-jovens essa proporção é de 2,9%.
Para tentar mudar esta realidade, em 2008 as Pastorais da Juventude do Brasil lançaram a Campanha Nacional Contra a Violência e o Extermínio de Jovens. A ação é organizada nas próprias comunidades e também por outras organizações da sociedade através de reuniões, seminários e atos públicos. O objetivo é estimular o debate sobre todas as formas de violência e desencadear ações que geram paz.
Fonte: Equipe de Comunicação do 10º ENPJ

Nenhum comentário:

Postar um comentário