13 de ago de 2012

Carta dos/as jovens às CEBs do RS


Nós jovens das comunidades eclesiais de base, vindos das diversas (Arqui)Dioceses e Vicariatos do Rio Grande do Sul, reunidos na Catedral da Conceição em Santa Maria, durante o 13° encontro das CEBs do RS, refletimos profeticamente sobre a vida das Juventudes na sociedade e na igreja em especial nas CEBs. Este trabalho proporcionou o reconhecimento de contraditórias situações que a juventude vive tanto na igreja quanto na sociedade. Dessa forma como profetas e profetisas que somos denunciamos as mazelas que assolam a juventude e anunciamos a luz do Evangelho alguns caminhos que urgentemente necessitam ser trilhados em nossas comunidades na perspectiva da juventude.

Denunciamos:

- A morte da Juventude que cresceu cerca de 375,9% em 30 anos; em decorrências das violências físicas e simbólicas que negam o direito de vida plena aos/as jovens.

- Pouca oportunidade e liberdade de participação juvenil que garanta efetivamente seu protagonismo, seja em conselhos pastorais paroquiais ou conselhos municipais.

- Os meios de comunicações sociais, que adestram os jovens criando estereótipos que perpetuem o modelo Neoliberal.

-Uma liturgia que não proporciona o comprometimento e a relação entre Fé e Vida.

Anunciamos:

- Os diversos espaços que de dialogo e participação juvenil. Como por exemplo, a plenária CEBs e Juventude: Desafios e Perspectivas (ocorrida no dia de hoje) que proporcionou um maior pertencimento eclesial aos /as jovens.

- Em resposta ao atual individualismo social, anunciamos a vivencia em grupo e em comunidade proporcionando relações fraternas entre as pessoas.

- A criatividade dos jovens e a facilidade do domínio nos meios de comunicação virtuais e as diversas expressões sociais e artísticas, que representam o novo em nossas igrejas e sociedade.

Com as Benções da Mãe Medianeira e do Cristo Profeta e Libertador.

Jovens delegados do 13°encontro de CEBs do RS.

Santa Maria, 27 de julho de 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário